' Camila, por Camila.

Minha foto
Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil
Citando Clarice já de início, diria que 'minha alma tem o peso da palavra nunca dita.' Com um pouco de ousadia diria ainda que 'a palavra é meu domínio sobre o mundo!' Mais! Diria que sou compulsiva com coisas que gosto, como livros, filmes, séries, fotos, entre tantas outras. Gosto de muito mais coisas do que não gosto. Sou facilmente conquistada, e não sou tão fácil de desconquistar. Para escrever, me considero muito mais subjetiva, na vida muito mais objetiva. Posso dizer que amo, amo os amigos, os que me amam, e mesmo os que não amam. Mas, me assusto com o amor, acho o amor forte demais, grande. E não sei lidar muito bem com ele. Tenho medo de amar e magoar, de ser amada e magoada. Tenho medo de tanta coisa... Sou aquela que quer decidir o que fazer da vida e quer fazer isso direito. Aquela aspirante a Historiadora e que gosta muito, mas sempre tem um pouco de dúvida. Mas, falar de si mesmo é parcial demais, deixo para os que me conhecem e ainda assim me compram! Por Camila.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

o ano que já passou...

-



Então, novamente estamos trocando de ano, e novamente começamos a fazer aquelas promessas de sempre! Eu, por exemplo, sou expert em promessas, mas, antes disso penso no ano que já passou. Penso em tudo que aconteceu sabe, aquelas coisas que as vzes passam despercebidas a outras pessoas e tal. Pensar nas amizades que fiz, ou/e que cultivei durante esse ano, me faz muito feliz.
Esse ano me aproximei muito de pessoas que antes tinha me afastado.
E também me afastei de pessoas que me faziam mal, esse ano passei a dar mais valor a mim mesma, e a me importar menos com o que os outros vão pensar.
me libertei de relacionamentos que não eram mais tão saudáveis, e tive relacionamentos que amoleceram taanto o meu coração!
fiz coisas que me alegraram um monte, e depois vi que eram coisas tão simples.
sair com meus amigos e me divertir horrores, meu deus, não consegui acreditar que ficara tanto tempo sem isso.
já devem ter escutado em algum lugar a frase: "meus amigos são minha riqueza", ultimamente ela tem servido muito pra mim.
porque eles realmente são, e eu me importo tanto com eles que as vezes me chateio por motivos bobos, justamente por esperar demais deles. eu sou um porre mesmo.
mas fazer o que né?
eu acho que o natal me deixa meio melancólica.
na hora da ceia, na minha casa, sempre fazemos uma oração e uns agradecimentos, eu nunca tinha feito.
sempre ficava com vergonha e agradecia internamente.
enfim, esse ano decidi que falaria, e agradeci por várias coisas importantes, entre elas o fato de a minha avó estar presente e forte conosco.
conclusão: chorei horrores e mal consegui completar o agradecimento. [traumatizei até o ano que vem]
Espero que o meu reveillon seja menos dramático, apesar de que provavelmente não vai ser.
geralmente nessa época me pego pensando no que não foi, mas poderia ter sido, me pego pensando em coisas que eu deixei passar ao longo dos dias.
pensando em coisas que eu devia ter dito, mas não disse, ou coisas que eu devia ter feito.
ou até mesmo nas coisas que eu fiz, e que fizeram tanta importancia.
hoje eu posso dizer que sou uma pessoa totalmente diferente do que eu fui outrora, uma pessoa diferente, apesar de a mesma. com os mesmos gostos, mas alguma diferença.
com o mesmo sentimentalismo, a mesma chatisse, a mesma sensibilidade. sou a mesma chorona que sempre fui, apesar de toda a força que guardo em mim.
sou a mesma pessoa que se magoa facilmente, por pequenos gestos, e também a que se alegra, com gestos menores ainda.
a mesma que ainda se emociona com coisinhas pequenas e que valoriza demais os sentimentos alheios.
mas, também aquela que faz pirraça, que é mimada, egoista, e não suporta dar o braço a torcer.
a meesma que precisa de um dia pra fazer nada, que fica de pijama o dia todo quando não sái, que sai de pijama na rua de casa pra conversar com os vizinhos, a que não liga pra isso, a que acredita nas pessoas, apesar de não dever, a que se apega com muita facilidade, e se magoa facilmente porisso. a que vive pensando no lado bom das coisas, mesmo quando tá toda ferrada.
esse ano foi tão agitado que eu pensei que tivesse me tornado uma pessoa mais esperta, mas continuo a mesma lesada de sempre, que se esquece de tudo.
devo estar ficando velha! velha, chata, e sentimental! mas eu nao me importo! :]
acho que esse ano me fez mudar em muitos aspectos, mas em outros ainda sou a mesma.
agradeço a todos os meus amigos. os da minha sala, que fizeram parte de todo o meu ano, mesmo nos piores momentos. A prima mais importante do mundo, que mesmo não sendo das mais simpáticas quando poderia, sempre tá comigo quando eu preciso, e agente sempre faz aquelas loucuras juntas! Tamos juntas amanhã na virada! *-* As minhas nenéns aqui da rua, que são tão importantes pra mim (Aninha, Jeh e Laura), aos amigos que fiz esse ano, ou talvez não esse ano, mas que se tornaram tão mais importantes agora, como o Peedro, que antes não era mais que um conhecido, e hoje eu considero demais! Ao Nativos de Jah que mudaram a minha vida após comporem Folha Caída, que é a melhor música do Brasil! *-* HAHA Ao meu Duduzinho lindo, que sempre me acompanha nas noites, nas viagens e em todas mais as minhas loucuras. As minhas loucas mais importantes da escola, (Keite, Karen, Kamila e Mah) que tão sempre comigo em todos os recreios, mesmo os mais toscos. Aos que fazem o meu recreio mais divertido, Lukão, Nenelson, Léo, Jonathan. Aos que me fizeram rir horrores na sala de aula, Matheus, Rodrigo, Fernanda, Isabella, Brenda, Thais, Camila, Débora, João, Gregory e todo mais o pessoal. Aos que apesar de chorarem o preço sempre compravam palha italiana, sem citar nomes. A minha família, que apesar de não ser perfeita é ótima, e apesar de não ser unida é forte. A minha avó, em especial, por ser tão forte, a minha mãe por estar sempre comigo, a Fabiana, a melhor prima. Aos meus tios e tias que são importantes de alguma forma, aos meus primos que são uma peça. Aos que me fizeram sorrir com um pequeno gesto.
agradeço também aos que nem sabem que eu existo, mas que fizeram parte de mim. Em especial: Harry Judd, Dougie Poynter, Danny Jones e Tom Fletcher (McFly). Travis Baker, Tom Delonge e Mark Hoppus (Blink 182) que voltou esse ano.

e fica pro próximo post as promessas pro ano que vem. *-*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Top 10 da Semana.

  • 1º Músicas - Marcelo D2, Los Hermanos, Chico Buarque
  • 2º Livros - Leite Derramado
  • 3º Pessoas - Eduardo, Pedro, Jessyca, Leka
  • 4º Filmes - Sociedade dos Poetas Mortos
  • 5º Séries - Star Trek, One Tree Hill
  • 6º Comidas - Pizza
  • 7º Poema - Poema de Sete Faces
  • 8º Bebidas - Fanta Uva
  • 9º Lugar - Casa do Eduardo, Pizzaria
  • 10º Pensamento - "Iaiá, se eu peco é na vontade de ter um amor de verdade, pois é."
Ocorreu um erro neste gadget

Leitores *